Contos do Luciferianismo e Vampirismo

Contos do Luciferianismo e Vampirismo

O conto da primeira cidade

No princípio havia só Caim. Caim que sacrificou seu irmão por amor.
Caim que foi expulso.
Caim que foi amaldiçoado para sempre com a imortalidade.
Caim que foi amaldiçoado com a luxúria por sangue.
Este Caim de quem todos nós viemos, o sangue dos sangues.
Para o transcurso de uma idade ele viveu na [terra de Nod].
Em solidão e sofrendo.
Durante uma era ele permaneceu só.
Mas o transcurso de memória submergiu se seu sofrimento.
E assim ele retornou ao mundo dos mortais.
Para o mundo de sue irmão [Seth, o terceiro nascido de Eva]
e as [crianças que Seth] tinha criado.
 
 
Ele retornou e foi bem-vindo. [Ninguém contrariaria ele,
devido à Marca que foi posta nele].
As pessoas viram seu poder e o adoraram, [Ele cresceu poderoso,
e o poder dele era forte, suas maneiras de atemorizar e comandar eram grandes]
E as Crianças de Seth fizeram dele, rei de sua grande Cidade, A Primeira Cidade. Mas Caim cresceu solitário em seu Poder.
Profundamente dentro dele, a semente da solidão floresceu,
e cultivou uma flor escura que Ele viu dentro do seu sangue o potência da fertilidade chamando
demônios e escutando a sabedoria sussurrada.
Ele aprendeu o modo para trazer uma criança dele próprio.
Ele veio saber seu poder, e, fazendo assim, decidiu Abraçar um dos próximos dele.
 
 
 
Eis Uriel, Uriel Terrível se revelou a Caim em uma noite e disse a ele.
.Caim, apesar de você ser poderoso, e marcado de Deus,
conheça isto: que qualquer Filho que você faça agüentará sua maldição,
que qualquer de sua Progênie entrará para sempre na Terra de Nod,
e o medo das chama e do sol, só beberá sangue e só comerá cinzas.
E como eles levarão a semente do ciúmes do pai deles,
eles sempre conspirarão e lutarão entre si.
Não condene estes netos de Adão que buscam trilhar o caminho honrado.
Caim! Deixe seu abraço morto!
Ainda, Caim soube o que tinha que fazer, e um homem jovem chamado Enosh,
que era o mais amado da família de Seth, implorou ser feito Filho do Pai sombrio.
E Caim atento, entretanto, às palavras de Uriel, prendeu Enosh,
e o envolveu no Abraço sombrio.
 
E assim, veio passar que Caim cria Enoch e,
 
fazendo assim, nomeou a Primeira Cidade como Enoch.
E, fazendo assim, fez Enoch implorar um irmão, uma irmã, e Caim,
Pai indulgente, deu estes a ele, e os nomes deles eram
Zillah cujo sangue estava muito favorecido de Caim,
e Irad cuja força serviu como braço de Caim.
E estes Kindred de Caim aprenderam os modos de criar sua própria Progênie, e eles Abraçaram mais da família de Seth, impensadamente. E então Caim sábio disse, .Um fim para este crime. Não haverá mais.. E como a palavra de Caim era a lei, sua descendência o obedeceu. A cidade representou muitas idades, E se tornou o centro de um Império poderoso.
Caim cresceu perto dos diferentes dele.
Os [filhos de Seth] souberam dele, E ele, em troca, os conheceu.

 
 

 
Mas o mundo cultivou escuridão com pecado. As crianças de Caim vagaram aqui e ali, induzindo seus modos escuros. Caim sentia raiva quando as crianças dele lutaram.
Ele conheceu a decepção quando ele lhes viu fazer guerra de palavras.
Ele conheceu a tristeza quando ele os viu que abusavam [dos filhos de Seth]
Caim leu os sinais na escuridão do céu, mas não disse nada. Então veio o grande Dilúvio, uma grande inundação que lavou o mundo. A Cidade foi destruída, as crianças de Seth com ela. Novamente, Caim entrou em grande tristeza e entrou em solidão. E ele nos deixou, sua Progênie, para nosso próprio fim. Nós o achamos, depois de muito buscar, fundo na terra,
e ele vem até nós dizendo que a Inundação foi um castigo, para ele,
por ter voltado ao mundo da vida, E subvertendo a verdadeira lei.
Ele nos pediu que fôssemos, de forma que ele poderia dormir.
 
Assim nós retornamos sós, para encontrar as crianças de Noé,
E anunciou que nós tínhamos regras novas.
Cada um criou descendentes para reivindicar a glória de Caim.
Contudo nós não tivemos a sua sabedoria ou restrição.
 
 
 
Uma grande guerra foi empreendida, os Anciões contra suas Crianças, da mesma maneira que Uriel tinha dito, E as Crianças mataram seus pais. Eles se levantaram Usado fogo, Espadas de madeira e garras para destruir os que tinham os criado Os rebeldes construíram uma nova cidade então. Fora do Império caído, eles juntaram os Treze clãs que tinham fugido da Grande Guerra, e se reuniram.
Eles fizeram uma cidade bonita, e as pessoas os adoraram como deuses. Eles criaram novas Progênies deles próprios, a Quarta Geração de Cainitas
Mas eles temeram o Jyhad, a Profecia de Uriel, E foi proibido para essas Crianças
criar outros como eles. Este poder que os Anciões mantiveram para eles.
Quando um filho era criado, era caçado e morto, e seu Sire com ele.
Embora Caim estivesse longe de nós, nós sentíamos seu olho cuidadoso nos assistindo,
e nós soubemos que ele marcava nossos movimentos e nossos modos.
Embora esta cidade fosse tão grande quanto Caim, eventualmente ficou velha.
Como todas as coisas viventes, começou a morrer lentamente.
Os deuses não viram a verdade no princípio,
E quando eles olharam afinal era muito tarde.
E ninguém sabe dizer quando Caim surgirá novamente, do sono dele na terra, e chamar para a cidade Gehenna, a Última Cidade, a Cidade do Julgamento. O Jyhad ainda continua...

A tentação de caim

 
Aqui Esta como caim, o primeiro vampiro, se tornou um amalçoado(vampiro)
E para a Escuridão veio uma luz-fogo brilhando luminoso à noite.

E o arcanjo o Michael se revelou para mim.
Eu era destemido. Eu perguntei o que ele queria.
Michael, General do Céu, portador da Chama santa, disse para mim,
.Filho de Adão, Filho de Eva, seu crime é grande,
e também a clemência de meu Pai é grande.
Você não se arrependerá do mal que você fez,
e deixará sua clemência lavá-lo para que fique limpo?.
E eu disse à Michael, .Não por graça [do Único Acima],
mas por minha própria vontade que eu vivo, com orgulho.
Michael me amaldiçoou dizendo
.Então, para que você caminhe nesta terra,
você e suas crianças temerão minha chama viva,
que morderá profundamente e saboreará sua carne
(A chama viva da qual ele fala é a luz do sol)


 
E pela manhã, Raphael veio de asas brilhantes, iluminando o horizonte, o guia do Sol, vigia do Leste. Raphael disse Caim de Adão, filho de Eva,
 
seu irmão Abel o perdoou de seu pecado você se arrependerá,
e aceita a clemência do Todo-Poderoso?
E eu disse a Raphael .Não pelo perdão de Abel, mas pelo meu próprio perdão.. Raphael me amaldiçoou, dizendo .Então, para que você caminhe nesta terra,
você e suas crianças temerão o amanhecer,
e os raios do sol irão queimá-lo como fogo onde quer que você se esconda.
Esconda-se agora para o nascer do Sol levar sua ira até você..
Mas eu achei um lugar secreto na terra e me escondi da luz ardente do Sol.
Profundamente na terra,
eu dormi até a Luz do Mundo ser escondida atrás da montanha da Noite.
(Caim foi amaldiçoado pela luz do sol, e é por isso que os vampiros não sai de dia, pelo sol fazer arder a sua pele, devido a maldição)
 
 
Quando eu despertei de meu dia de sono, eu ouvi o som de suaves asas avançando30
 
e eu vi as asas negras de Uriel estendidas ao redor de mim -
Uriel, ceifeiro, anjo de Morte, Uriel Sombrio que mora na escuridão.
Uriel falou quietamente a mim, dizendo .Filho de Adão, Filho de Eva,
o Deus Todo-Poderoso o perdoou de seu pecado.
Você aceitará sua clemência e me deixará levá-lo de volta, já não amaldiçoado?
E eu disse a Uriel escuro alado,
.Não pela clemência de Deus, mas minha própria vontade que eu vivo.
Eu sou o que eu sou, eu fiz o que eu fiz, e isso nunca mudará
E então, por Uriel o terrível Deus Todo Poderoso me amaldiçoou, dizendo
então, para que você caminhe nesta terra,
você e suas crianças se agarrarão a Escuridão.
Você só beberá sangue. Você só comerá cinzas.
Você sempre será como você estava na morte,
nunca morrerá, se mantendo vivo.
Você entrará para sempre na Escuridão, tudo que você tocar irá se tornar em nada,
até os últimos dias
(Uriel o anjo da morte o enviado por deus ao buscar as almas mundanas, foi quem mais amaldiçoou caim, amaldiçoando ele pela eternidade, a fome por sangue e escuridão, e a dor da tristeza que seria o sabor de comer cinzas)
 
 
Gabriel o senhor da Clemência, apareceu a mim.
O arcanjo Gabriel disse para mim, .Filho de Adão, Filho de Eva, Vê,
a clemência do Pai é maior que você sempre soube, agora há um caminho aberto,
uma estrada de Clemência que você chamará de [Golconda].36
e fala para suas crianças disto,
para que seguindo esta estrada possam morar na Luz uma vez mais..
E com isso, a escuridão foi erguida como um véu
 
e a única luz eram os olhos luminosos de Lilith.
Olhando ao redor de mim, eu soube que tinha Despertado. Quando minhas primeiras energias surgiram através de mim
eu descobri como me mover como o raio [Celeridade]
como obter a força da terra [Potência]
como ser como pedra [Fortitude].
Estas eram como respiração para mim.
Lilith então mostrou para mim, como ela se esconde de caçadores [Ofuscação],
como ela ordena obediência [Dominação],
e como ela exige respeito [Presença].
 




 
Então, despertando-me adiante, eu achei o modo para alterar formas [Metamorfose],
o modo de ter domínio sobre animais [Animalismo],
o modo para fazer olhos ver visão passada [Auspícius].37
Então Lilith mandou que eu parasse, dizendo que eu tinha alcançado meus limites Que eu tinha ido muito distante. Que eu ameacei minha essência. Ela usou seus poderes e me comandou que parasse. Por causa do seu poder,
eu a atendia, mas profundamente dentro de mim uma semente foi plantada,
uma semente de rebelião e quando ela virou sua face para mim,
eu me abri mais uma vez, para a Noite, e vi as possibilidades infinitas nas estrelas
e soube que um caminho de poder, um caminho de Sangue eu tomei,
e assim despertado em mim este Caminho Final,
do qual todos os outros caminhos cresceriam.
Com este mais novo poder,
eu quebrei os laços que a Senhora da Noite que me vestiu.
Eu deixei a Rainha Maldita naquela noite,
me escondendo nas sombras, eu fugi as terras de Nod
e vim para um lugar onde os demônios dela não poderiam me achar
 
 

A Magia de Lilith

 
Lilith acolhe caim após ele ser expulso de nod...





E eu morei durante um tempo na Casa de Lilith e lhe perguntei .Fora da Escuridão,
como você construiu este lugar?
Como você fez roupas?
Como você cultivou comida?.
E Lilith sorriu e disse, .Ao contrário de você, eu estou Acordada.
Eu vejo as Linhas que giram ao redor de você.
Eu faço o que eu preciso com poder

Desperte me, então, Lilith,. eu disse. .Eu tenho necessidade deste Poder.
Então, eu posso fazer minhas próprias roupas,
fazer minha própria comida,
fazer minha própria Casa..




A Preocupação dobrou as sobrancelha de Lilith.
.Eu não sei o que fazer para você Despertar,
porque você verdadeiramente é Amaldiçoado por seu Pai.
Você poderia morrer. Você poderia mudar para sempre..
Caim disse, .mesmo assim, uma vida sem Poder não será pago vivendo. Eu morreria sem seus presentes. Eu não viverei como seu Thrall. Lilith me amou, e eu soube isto. Lilith faria o que eu pedi, entretanto ela não desejou isto. E assim, Lilith, os olhos brilhantes de Lilith, me Despertaram.
Ela se cortou com uma faca sangrou para mim em uma tigela.
Eu bebi profundamente. Era doce.
E então eu entrei no Abismo, eu cai eternamente, caindo na escuridão mais profunda...






(Na biblia beber sangue é blasfemia, o motivo é que sangue tem poder, lembra do velho ditado? "O sangue de jesus tem poder"?!!
Então... é mais ou menos por aí!)
 

A vinda de Lilith

 
Caim e Lilith



Eu estava só na Escuridão e eu tive fome


. Eu estava só na Escuridão, E eu tive frio. Eu estava só na Escuridão e eu chorei. Então veio até mim uma doce voz, uma voz de mel, Palavras de Auxílio


. Palavras de conforto. Uma mulher, sombria e adorável, com olhos que perfuravam a escuridão, veio a mim. 


Eu conheço sua história, .Caim de Nod.. Ela disse, sorrindo.
.Você tem fome. Venha! Eu tenho comida.
Você tem frio. Venha! Eu tenho roupas.
Você está triste. Venha! Eu tenho conforto..
Quem confortaria um Amaldiçoado como eu? Quem me vestiria? Quem me alimentaria?. Eu sou a primeira esposa de seu Pai, Quem discordou com o Único Acima
e ganhou Liberdade na Escuridão.


Eu sou Lilith.
Uma vez, eu tive frio, e não havia nenhum calor para mim.
Uma vez, eu tive fome, e não havia nenhuma comida para mim.
Uma vez eu estava triste, e não havia nenhum conforto para mim
Ela me alojou, ela me alimentou. Ela me vestiu. Nos braços dela, eu achei conforto.


 Eu chorei até sangue gotejou de meus olhos e ela os beijou


 
POSTADO POR ARTES SECRETAS ÀS 12:02 NENHUM COMENTÁRIO:  
 
 
 

As Crônicas de caim

 
Os Primeiros Tempos Eu sonho com os primeiros tempos
 
a memória mais longa que eu falo dos primeiros tempos
 
o mais velho Pai que eu canto dos primeiras tempos
e o amanhecer da Escuridão
 
Em Nod, onde a luz do Paraíso iluminada o céu noturno e as lágrimas de nossos pais molhou o solo
Cada de nós, de algum modo, define viver e levar nosso alimento da terra
 
 
E eu, Caim o primeiro-nascido, eu, com coisas afiadas,
plantei as sementes escuro as molhei nas suas covas de terra, as assisti crescer E Abel o segundo-nascido Abel cuidou dos animais
ajudado por seus herdeiros de sangue alimentaram-se deles,
os assistiu crescerem
 
 
 
 
 
Eu o amo, meu Irmão, Ele era o mais luminoso, O mais doce. O mais forte. Ele foi o primeiro atrevido de toda minha alegria. Então um dia que nosso Pai disse a nós, Caim, Abel,
Sobre Mim vocês tem que fazer um sacrifício -
um presente da primeira parte de tudo aquilo que vocês tem
E eu, Caim o primeiro-nascido, eu juntei os brotos tenros, as frutas mais luminosas, a mais doce grama E Abel, o segundo-nascido, Abel sacrificou o mais jovem, o mais forte, o mais doce dos seus animais No altar de nosso Pai nós pusemos nossos sacrifícios
e acendemos fogo debaixo deles
e assistimos que a fumaça os levasse até o Único Acima
O sacrifício de Abel, o segundo-nascido, cheirou docemente ao Único Acima e Abel foi santificado. E, eu, Caim o primeiro-nascido, eu fui golpeado de além por10 uma palavra severa e uma maldição, por meu sacrifício ser desmerecido. Eu olhei o sacrifício de Abel, ainda fumegando, a carne, o sangue. Eu chorei, eu cerrei meus olhos eu rezei noite e dia
 
 
 
 
E quando o Pai disse o tempo por Sacrifício veio novamente E Abel conduziu seu mais jovem, seu mais doce, seu mais amado para o fogo sacrificatório. Eu não trouxe meu mais jovem, meu mais doce, porque eu sabia o Único Acima não os Quereria. E meu irmão, amado Abel disse para mim .Caim, você não trouxe um sacrifício,
um presente da primeira parte de sua alegria,
para queimar no altar do Único Acima.
Eu chorei lágrimas de amor por mim, com ferramentas afiadas, sacrifiquei a que foi a primeira parte de minha alegria, meu irmão.
E o Sangue de Abel cobriu o altar e cheirou docemente quando queimou
Mas meu Pai disse .Amaldiçoado é você, Caim que matou seu irmão.
Eu fui expulso assim como deveria ser.
E Ele me exilou para vagar na Escuridão, a terra de Nod.
Eu voei na Escuridão eu não vi fonte de luz e eu tive medo. e só