CENTRO CULTURAL AFRICANO DIVULGA A CULTURA

CENTRO CULTURAL AFRICANO DIVULGA A CULTURA

CENTRO CULTURAL AFRICANO DIVULGA A CULTURA PELO MUNDO.

"Centro Cultural Africano, fundado em 1999 e representado por seu presidente Otunba Adekunle, nigeriano, naturalizado brasileiro".

A missão é fortalecer a solidariedade, a ética, a esperança, o talento, o respeito e elevação da auto - estima, além de manter vivas tradições culturais africanas e afro-descendentes, contribuindo assim para o desenvolvimento do patrimônio oral, material e imaterial da humanidade, segundo a UNESCO.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Fortalecer o intercâmbio entre Brasil e a África
 Contribuir na inclusão social, econômica, cultural e ambiental da raça negra.
 Elaborar, implantar, implementar e apoiar projetos nas áreas: educação, cultura, saúde e meio ambiente.
 Proporcionar oportunidades da capacitação e qualificação na formação de multiplicadores na arte africana.
 Promover a religiosidade dos povos africanos, contribuindo para valorização e reconhecimento das tradições
"O Centro Cultural Africano através de seus programas, projetos, programas e eventos, vem valorizar e resgatar a importância do negro na formação do povo brasileiro".

 

 

 

- Palavra do presidente

Há 10 anos, quando cheguei ao Brasil, para fazer um curso na Universidade de São Paulo, não imaginava proximidade deste país com o continente africano. A cultura e os costumes têm muita similaridade, mas infelizmente carece de conhecimento.
Ao observar tal fato, tive a ideia de criar um centro de cultura onde as pessoas pudessem se interagir, conhecer e também descobrir o que é e também o que representa a cultura africana sem estereótipos.
Além se passar informação, com ajuda de brasileiros e africanos, meu sonho é multiplicar ainda mais as oportunidades de valorização da cultura. Tratar da importância e valorização da cultura negra dentro da escola, criar espaços para manifestações artísticas que proporcionem reflexão crítica da realidade e afirmação positiva dos valores culturais negros pertencentes a nossa sociedade é o que propõe o projeto do Centro Cultural Africano.
A educação escolar no Brasil sempre pintou um continente africano pobre, sem histórias próprias, com uma população subalterna, sem-cultura e escravizada. Quero urgentemente reverter esse quadro. E esse projeto pedagógico surge para tentar tirar do anonimato a verdadeira história da África e de seu povo, bem como abrir um leque de discussões em torno da diversidade cultural existente em nosso país, a fim se que essa diversidade seja respeitada e valorizada.
Assim, dentro da proposta de trabalhar no Centro Cultural Africano é buscar valorização da cultura afro-brasileira e como a realização de um projeto que busca promover um espaço cultural para trabalhar expressões da arte e cultura negra.
"Compartilhe desta causa"
A união sempre resulta em bons frutos. A partir do momento em que juntarmos nossos esforços, com toda certeza estaremos até em nível de um alto astral desenvolvendo uma nova força que resultará em algo muito proveitoso para todos.
E é pensando nisso que o Centro Cultural Africano convoca a todos a situação do do negro brasileiro e com a sociedade de uma forma geral.
Unidos estaremos e juntos chegaremos ao nosso objetivo de ampliar as oportunidades, para preparar os jovens para novas exigências do mercado de trabalho.
Promovendo a cultura africana estaremos valorizando a diversidade brasileira, mostrando a beleza, a arte, o futebol e o jeito de ser brasileiro.
ADEKUNLE ADERONMU
- Presidente
Adekunle (mais uma coroa que chega) Aderonmu nasceu em Abeokutá, Nigéria. É considerado Otunba (Vice -Rei) em seu país, devido à herança familiar tradicional. É formado em bioquímica pela Universidade de Lagos. No Brasil, desenvolve atividades empresariais e é sacerdote religioso.

 

IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII
CENTRO CULTURAL AFRICANO OTUNBA ADEKUNLE ADERONMU DIRETOR PRESIDENTE
Rua Gaspar Ricardo Junior, 112
Barra Funda São Paulo - SP
Site: www.centroculturalafricano.org

Fonte de matéria: Revista dos Orixás.